PRESIDENTE DA FBM - José Carlos (Zé do Radio)

ENTREVISTA
Federação Baiana de Motociclismo

Presidente FBM - José Carlos (Zé do Radio) Foto Itabuna Off Road
Nesse mês de janeiro a CBM estará divulgando algumas entrevistas com presidentes de federações e diretores de modalidade. A idéia é mostrar um pouco da realidade de cada uma e aproximar as entidades e diretores dos pilotos.Confira a entrevista com José Carlos da Conceição, presidente da FBM (Federação Bahiana de Motociclismo)


CBM:  Qual a importância da filiação?
FBM: Creio que seja o ‘termômetro’ da instituição, ou seja, um referencial para que possamos saber como a federação está atuando.

CBM:  Tem alguma modalidade que merece destaque?
FBM: Na FBM até dois anos atrás tínhamos apenas uma modalidade com competições oficiais que era o Enduro de Regularidade, no início da nova gestão passamos a ter o Cross Country e neste ano de 2012 iniciamos o Motocross e campeonato para quadriciclos, com isso o enduro ainda é uma modalidade que merece destaque em razão de ter a maior tradição e tempo de organização.

CBM:  Como analisa os campeonatos estaduais realizados pela federação neste ano?
FBM:O regularidade é o de maior destaque em razão de termos tido provas em todos os meses do ano, excluindo apenas o mês de Janeiro, ou seja, ao todo serão 24 etapas, em razão de cada prova ter duas etapas. Tivemos ainda nesta modalidade a organização do Transbahia que foi uma das etapas do campeonato brasileiro com três dias de competição, uma novidade que favoreceu bastante os competidores onde eles em um único final de semana.
O Cross Country partimos para um novo formato partindo para cinco etapas apenas que foi bastante elogiado e também tivemos a oportunidade de organizar uma etapa do campeonato brasileiro pelo segundo ano consecutivo.
Nos quadriciclos também tivemos um campeonato com três provas sendo ao todo cinco dias de prova com seis etapas, além de também termos fechado o campeonato brasileiro premiando os campeões de 2012 no Transbahia.
E no Motocross reiniciamos o campeonato após dez anos sem homologação de resultados, fizemos cinco provas que foram bastante elogiadas em razão de toda estrutura e organização de cada etapa.

CBM:  Teve algum diferencial nas competições, em relação ao ano anterior?
FBM:  No Cross Country tivemos uma redução para cinco etapas, no motocross marcamos o reinicio das competições e nos quadriciclos tivemos pela primeira vez um campeonato homologado.

CBM- Como está o planejamento para 2013?
FBM: Para a próxima temporada daremos sequência no projeto de campanha que é estrear uma nova modalidade por ano, como em 2012 iniciamos duas, o projeto é inserir apenas mais uma em 2013 e muito provavelmente será o Enduro FIM, mantendo as demais já citadas e dando sequência aos campeonatos.

CBM: Quantas etapas serão realizadas em cada modalidade?
FBM: Enduro de Regularidade serão doze etapas, no Crosscountry novamente cinco, no motocross no mínimo cinco, mas com possibilidade de fazermos seis etapas, nos quadriciclos teremos cinco etapas no mínimo e para o Enduro FIM a ideia é fazer cinco provas também, porém para esta modalidade dependemos ainda de fechamento de patrocínios em razão de ser uma novidade obviamente teremos um pouco mais de dificuldades.

CBM:  Data e local já foram definidos?
FBM: Sim. O calendário de algumas modalidades já estão prontos e em algumas dependemos do fechamento dos patrocínios para podermos definir as cidades e datas.
Mais informações sobre a FBM também podem ser obtidas no site: http://www.fbm.esp.br/index.cfm

Emilia Chacom e Reginaldo Rizzo - Comunic.Ativa
              Assessoria de Imprensa CBM