PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS - 2013


CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS
REGULAMENTO - EDIÇÃO 2013

01 – DA ORGANIZAÇÃO GERAL
O CAMPEONATO O PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS tem a organização da PERACE- PERNAMBUCO RACE *COMPETIÇÕES E EVENTOS*, a qual deve ocorrer entre 08 de janeiro e 31 de dezembro de 2013, com 07 etapas em locais á serem definidos e supervisionados pela Federação Pernambucana de Motociclismo– FEPEM.

A participação é aberta a pilotos filiados a CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e FEPEM (Federação Pernambucana de Motociclismo), para as demais Federações de outros Estados, os pilotos participaram como convidados, com direito somente aos troféus e premiações (Obs. as pontuações de cada etapa, cabe somente á pilotos filiados a Federação Pernambucana de Motociclismo)
Obs.: Todos os pilotos deverão apresentar no ato da inscrição documento de identidade juntamente com A CARTEIRA DE FILIAÇÃO CBM

02 - DAS CATEGORIAS
(2.1 - O Campeonato será disputado nas seguintes categorias:
CATEGORIAS PROFISSIONAIS MX-1, MX-2, MX-3, MX-4, NACIONAL FORÇA LIVRE.
CATEGORIA AMADOR NACIONAL 230cc, NACIONAL 125/200cc, NACIONAL OPEN, NACIONAL AMADOR, MIRIM 50/65cc E JUNIOR 85/150 cc.
OBS: Cada piloto deverá escolher apenas duas categorias para a pontuação do campeonato, se não houver indicação do piloto a direção irá escolher a categoria com o melhor desempenho do mesmo.
    
(2.2 – Para a categoria ESPECIAL MX-4, ESPECIAL MX-3, NACIONAL OPEN, JUNIOR 85/150cc e MIRIM 50/65cc.     
# Serão considerados pilotos da categoria ESPECIAL MX-4 (pilotos nascido até o ano de 1972, ou seja, idade de 40 anos)  NESSA CATEGORIA É OBRIGATÓRIA A COPIA DA CNH  E IDENTIDADE PARA ARQUIVO JUNTO A FEPEM.

# Serão considerados pilotos da categoria ESPECIAL MX-3 (pilotos nascidos até o ano de 1978, ou seja, idade de 35 anos). NESSA CATEGORIA É OBRIGATÓRIA A COPIA DA CNH  E IDENTIDADE PARA ARQUIVO JUNTO A FEPEM.

# Serão considerados pilotos da categoria NACIONAL OPEN (pilotos nascidos até o ano de 1978, ou seja, idade de 35 anos). NESSA CATEGORIA É OBRIGATÓRIA A COPIA DA CNH  E IDENTIDADE PARA ARQUIVO JUNTO A FEPEM.

# Serão considerados pilotos da categoria Junior 85cc a 150cc (pilotos nascidos até o ano de 1997, ou seja, idade de 16 anos). Esta categoria é destinada apenas á motos especiais (importadas), sendo proibida a participação nessa categoria de motos nacionais. NESSA CATEGORIA É OBRIGATÓRIA A COPIA DE CERTIDÃO DE NASCIMENTO PARA ARQUIVO JUNTO A FEPEM.

# Serão considerados pilotos da categoria Mirim 50cc a 65cc (pilotos nascidos até o ano de 2000, ou seja, idade de 13 anos). Esta categoria é destinada apenas á motos especiais (importadas), sendo proibida a participação nessa categoria de motos nacionais. NESSA CATEGORIA É OBROGATÓRIA Á COPIA DE CERTIDÃO DE NASCIMENTO PARA ARQUIVO JUNTO A FEPEM.

A categoria Nacional Força Livre será destinada á todos os pilotos profissionais (incluindo pilotos das categorias especiais Mx-1 Mx-2, Mx-3 e Mx-4).
Não será permitido á participação de pilotos das categorias acima citadas em categorias inferiores (Nacional 230, Nacional Amador, Nacional 125/200cc, Nacional open)

03 – DAS MOTOCICLETAS
(3.1 - As motocicletas deverão estar nos treinos e nas provas equipadas com 03 placas       (number plate) e com números grandes e legíveis. Será vetada pela comissão técnica da prova, a participação de motocicletas que por falta de segurança ponham em risco a vida de seu condutor e/ou demais concorrentes

(3.2 - Serão exigidos itens obrigatórios de segurança como: Protetor de pinhão, manetes deverão manter as pontas originais ou possuir pontas de proteção e as manoplas deverão ser mantidas originais de forma a ocultar as pontas do guidão, as motocicletas não podem ter descansos laterais. (Obs. os infratores ficam sujeitos à desclassificação da prova)

(3.3 - Os pilotos menores de 18 (dezoito) anos deverão apresentar um Termo de responsabilidade, firmado em conjunto com o seu responsável legal e autenticado em cartório.

(3.4 - Ficamos estipulados que cada piloto poderá competir no máximo em 03 (três) categorias, assim definido a sua escolha ou mediante autorização da direção de prova

04 – DAS INSCRIÇÕES E FILIAÇÕES NAS ETAPAS
(4.1 - Ficam estipulado os valores da taxa de inscrição de R$70,00 (Setenta reais) para as classes de motocicletas NACIONAIS ou IMPORTADAS para todos os pilotos filiados e R$ 100,00 (cem Reais) para os pilotos ainda não filiados.
Obs.: Todos os pilotos inscritos no Campeonato Pernambucano de MotoCross deverão apresentar atestado médico de aptidão para a prática esportiva até a data da primeira etapa.

(4.2 - A taxa anual de filiação na FEPEM fica estipulada no seguinte valor: R$ 100,00 (Cem reais) para o Campeonato Pernambucano de MotoCross e taxa de pré-filiação no valor de R$ 30,00(Vinte Reais) para pilotos que não se filiarem na etapa do campeonato)
.
05 – DA LINHA DE LARGADA
(5.1 - A linha de largada será composta pelo número máximo de 20 (vinte) motos em cada categoria, excedendo esse número os pilotos inscritos serão divididos proporcionalmente em baterias eliminatórias de 05 (cinco) voltas, com classificação de até 10 (dez) pilotos por eliminatória.

(5.2 - Todas as largadas falsas serão indicadas por 01 (uma) bandeira vermelha agitada pelo DIRETOR DE PROVA indicando o retorno imediato a zona de espera para a realização de uma nova largada. O piloto que provocar largadas falsas por mais de 01 (uma) vez será excluído da prova. 

06– DOS TREINOS LIVRES
(6.1 - Serão realizados a partir das 14 horas do dia anterior à corrida, estipulados em seções de 20 (vinte) minutos/seção para cada categoria. Obs. (Serão realizadas quantas seções forem necessários para atender a todos os pilotos, desde que seja obedecida a mesma ordem).

(6.2 - Durante os treinamentos, cada piloto poderá utilizar somente as motocicletas examinadas e aprovadas na inspeção técnica sob o seu respectivo nome e numero de largada. Uma motocicleta só pode ser apresentada na inspeção técnica com o nome de um piloto que irá utilizá-la.


07 – DO PARQUE FECHADO
(7.1 - Em todas as etapas do Campeonato Pernambucana de MotoCross serão obrigatórias a destinação de uma área mínima e exclusiva ao parque fechado, que deverá ter ligação direta com a entrada e saída na pista sem a interferência do público, também área exclusiva de pit line para mecânicos ou chefes de equipes (02 membro de cada equipe)

(7.2 - Na zona de espera os pilotos poderão realizar reparos nas motocicletas e permanecer juntamente com seus mecânicos (01 piloto/01 mecânico) até o momento que anteceder a primeira largada.

(7.3 - Após vistoria e autorização do Diretor de Prova, os pilotos deverão se dirigir para o gayte de largada, com suas motocicletas desligadas. A largada será definida pela ordem de inscrição e não poderá mais ocorrer mudanças nem assistência aos pilotos.

(7.4 - Ninguém, exceto os oficiais de prova e imprensa será autorizado a permanecer no interior da área da pista.  

08 – DA PROGRAMAÇÃO 
(08.1 - SABADO
14h00min horas: vistoria e inscrições
14h00min as 17h00min horas: treinos livres
08.2 - DOMINGO
08h00min as 10h00min horas: vistoria e inscrições
08h00min as 10h00min horas: warm-up
10h00min às 10h30min horas: manutenção da pista
10h30min horas: largada oficial
Obs.: as premiações serão realizadas imediatamente após o término de cada bateria.

09 – DAS ETAPAS e PROVAS
 (9/1 – Etapas
1-    O CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS será realizado em Cidades e Municípios do Estado de Pernambuco. As provas acontecerão, de preferência, durante as principais festas ou eventos de cada Cidade com o intuito de promover maior interação, desenvolvimento sócio-econômico cultural e esportivo para os Municípios da região.
Obs. Os valores á serem destinados á ajuda de custo para cada etapa do campeonato não poderá ser inferior ao valor de R$ 10.000,00(Dez mil Reais).

 2 - Os custos de realização ficam estipulados através de orçamentos negociados com   os Parceiros empreendedores, Patrocinadores e Poder Público Municipal, formalizado por meio de contrato celebrado entre realizadores do evento.
9.3 - As provas e treinos serão cronometrados e terão a direção de prova da PERACE-                   “COM PETIÇÕES E EVENTOS”.



(9/2 - PROVAS
1 - A linha de largada será formada pelo número mínimo de 08 motos, não ocorrendo essa quantidade de inscrições os pilotos disputarão apenas o troféu e não somará pontos para o campeonato.
2 – Parada de Prova
O Diretor de Prova tem o direito, sob suas próprias iniciativas ou por razões urgentes de segurança ou caso de força maior, paralisar uma prova prematuramente ou uma parte dela.
3 - Ocorrendo paralisação na primeira metade do tempo previsto da prova, haverá uma nova largada com a participação dos pilotos que ainda estiverem em condições de competir. Os responsáveis pela paralisação serão colocados atrás da linha de largada ou excluídos da prova.
4 - Transcorridos mais de 50% (cinqüenta por cento) do tempo previsto, a prova será considerada completa considerando para fins de classificação a ordem de passagem pela linha de chegada da volta anterior a paralisação.

5 – O tempo de prova estipulado para cada categoria será a seguinte:
Mx-1                       25 minutos de prova       
Mx-2                       25 minutos de prova
Mx-3                       15 minutos de prova
Mx-4                       15 minutos de prova       
Nac. força livre     20 minutos de prova
Nac. 230                15 minutos de prova
Nac. Amador         15 minutos de prova
Nac. 125/200         15 minutos de prova        
Nac. Open             15 minutos de prova
Junior 85/150cc    15 minutos de prova
Mirim 50/65cc       10 minutos de prova

10 – DAS ASSISTÊNCIAS EXTERIORES E INFRAÇÕES NO PERCURSO
(10.1 - O piloto que tomar atalhos, não diminuir a velocidade ou ultrapassar sob bandeira amarela e ainda receber assistência exterior, será punido através de bandeira preta ao qual deverá se dirigir ao PIT LINE e parar. Caso não haja tempo para a paralisação o piloto perderá todos os pontos na classificação da prova.

11 – DAS PENALIZAÇÕES
(11.1 – O piloto que em etapas do campeonato Pernambucano, não tiver presente por estar em provas piratas irá ser penalizado com a perda da pontuação na etapa anterior ao acontecido e a reincidência no ato acima mencionado terá como punição toda a sua pontuação zerada até o final do campeonato.

12 – DO PIT LINE (ZONA DE ESPERA E REPAROS)
(12.1 - Ao lado da pista haverá uma área reservada para reparos durante a prova. Somente os mecânicos poderão permanecer nesta área além de um representante da equipe.


13 – DOS SINAIS OFICIAIS
(13.1 - Os sinais oficiais serão observados através de bandeiras medindo aproximadamente 50 cm X 60 cm, como segue e terão os seguintes significados:
Vermelha agitada Parada Imediata, Obrigatória para todos.
Amarela fixa-Perigo, Dirigir devagar
Azul Agitada-retardatário dê ultrapassagem
Verde agitada -Pista Livre para a largada da bateria
Xadrez Preta e Branca Agitada Fim de Prova ou Treino
As bandeiras serão usadas por oficiais de sinalização suplementares, especializados para esta função com idade mínima de 16 (dezesseis) anos.

14 – DA ESCALA DE PONTUAÇÃO
(14.1 - A pontuação será individual e independente para cada piloto, nas categorias do campeonato. O critério de desempate para o campeonato será o maior numero de vitórias seguido pela melhor colocação durante as etapas.
 
(14.2 - Os pontos serão atribuídos para Campeonato Pernambucano de MotoCross 2013 para cada categoria, válido como segue:
CLASSIFICAÇÃO PONTUAÇÃO                     CLASSIFICAÇÃO PONTUAÇÃO
1º LUGAR 25                                                                 6º LUGAR 11
2º LUGAR 23                                                                 7º LUGAR 08
3º LUGAR 20                                                                 8º LUGAR 05
4º LUGAR 17                                                                 9º LUGAR 03
5º LUGAR 14                                                                10ºLUGAR 01

15 – DOS PROTESTOS
(15.1 - Os protestos contra pilotos, motocicletas, atitudes anti-desportivas e resultados, só terão validade se apresentados formalmente através de documento assinado pelo piloto ou chefe de equipe e entregues ao Diretor de Prova até 20 (vinte) minutos após o término da bateria que o piloto tenha competido.

(15.2 - Os protestos só poderão ser apresentados INDIVIDUALMENTE E POR ITEM acompanhado de uma taxa no valor de R$ 100,00 (cem reais). Em caso de procedência do protesto, o valor será devolvido ao reclamante, sendo este improcedente o piloto protestado, terá revertido em seu favor o valor da taxa. Nos dois casos a FEPEM terá direito a 50% (cinqüenta por cento) do valor da taxa.

15.3 - Na improcedência de protestos contra RESULTADOS a taxa será revertida a FEPEM.
(14.4 - Conforme código disciplinar do FIM (Federação Internacional de Motociclismo) o Diretor de Prova deverá tomar decisões sobre as infrações e punir imediatamente o Piloto durante a etapa do Campeonato da seguinte forma:

-Advertência, Multa de até R$ 100,00 (cem reais), Penalidades de tempo ou pontos,     ou ainda a exclusão da etapa e Suspensão por 02(duas) etapas.

16 – DA CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO
(16.1 - Os Cinco primeiros colocados em cada categoria, deverão se dirigir ao podium IMEDIATAMENTE após o término da corrida para as devidas premiações. Todos as  ajudas de custos deverão  ser pagos em moeda corrente sem nenhuma dedução.
Os 10 (dez) primeiros colocados serão bonificados com pontos da escala do quadro do item 14.

17 – DAS PREMIAÇÕES FINAIS DO CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS
(17.1 - Para os pilotos que somarem o maior número de pontos nas suas devidas categorias, serão declarados campeões. Os mesmos serão homenageados e premiados em cerimônia de confraternização em local e data a ser definido pela FEPEM.

Obs. Os 03 primeiros colocados das Categorias Nacionais Amador, Nacional 125/200cc, Nacional 230cc, Nacional Força Livre, Especial Mx-2 (sobem automaticamente de categoria, para o próximo ano do campeonato).

18 – DOS PATROCINADORES E CERIMÔNIA FINAL
(18.1 - Os patrocinadores do CAMPEONATO PERNAMBUCANO DE MOTOCROSS terão exclusividade na divulgação de suas marcas no ambiente de realização das provas, cartazes, banner, locução, radio e sites.

(18.2 - A Cerimônia final de entrega de prêmios, homenagens e confraternização, será organizada pela FEPEM em data, local e horário a ser definido com a possibilidade da presença de autoridades locais, regional e estadual.

FEPEM - FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE MOTOCICLISMO


                              SÉRGIO FLORES            
                   DIRETOR DE MOTOCROSS