RALLY DAKAR (2ª Etapa) Espanhol Barreda lidera


O espanhol Joan Barreda (Honda CRF 450 Rally) venceu a 2ª etapa do Rally Dakar 2015. Barreda impôs um ritmo muito forte e conquistou uma boa vantagem sobre seus adversários, e assume a liderança da prova na classificação acumulada após duas etapas.

Nesta segunda-feira (05/01), Barreda partiu na quarta colocação de Villa Carlos Paz rumo a San Juan, na Argentina, para uma longa especial de 518 km e um deslocamento de 107 km, totalizando 625 km. Já no início Barreda foi mais forte e constante, sem cometer erros e contou com um péssimo dia de seus adversários.

O vencedor da etapa anterior, Sam Sunderland (KTM 450 Rally) começou num ritmo forte, mas cometeu um enorme erro de navegação no trecho final, perdendo mais de duas horas e despencando na classificação.

Tetracampeão do Dakar, o espanhol Marc Coma (KTM 450 Rally) conseguiu andar num ritmo próximo a Barreda, mas quando faltavam apenas 60 km para a cruzar a linha de chegada, teve problemas com o bib mousse, câmara maciça de espuma de borracha que substitui a câmara de ar. Coma teve de administrar a situação reduzindo o ritmo e concluiu o percurso na oitava colocação, com desvantagem de mais de 12 minutos para Barreda. No acumulado ele é o sexto colocado.
DIVULGAÇÃO

Paulo Gonçalves (Honda CRF 450 Rally)

Companheiro de equipe de Barreda, o português Paulo Gonçalves repetiu sólida performance e a segunda colocação da etapa anterior, mantendo também a segunda colocação na classificação acumulada.

Seu compatriota, mas fiel escudeiro e companheiro de equipe de Coma, Ruben Faria, mesmo se recuperando de um acidente em novembro, que lhe custou uma clavícula quebrada, ficou com a terceira colocação na etapa.

A surpresa do dia ficou por conta do ótimo desempenho de dois novatos no Dakar: o australiano Toby Price (KTM 450 Rally Replica), com a quinta colocação e o austríaco Matthias Walkner (KTM 450 Rally Replica), em sexto.
DIVULGAÇÃO - JOSÉ MARIO DIAS

Jean Azevedo (Honda CRF 450 Rally)

O brasileiro Jean Azevedo (Honda CRF 450 Rally) completou a etapa na 30ª colocação. Ele ocupa a 28ª posição na classificação geral das motos.

Nos quadriciclos o polonês Rafal Sonik (Yamaha) conseguiu andar num ritmo mais forte que os adversários e superou o chileno Ignacio Casale (Yamaha), vencedor da categoria em 2014 e da primeira etapa. O uruguaio Sergio Lafuente manteve a consistência e novamente ficou com a terceira colocação na etapa, mostrando que superou as dores da luxação no dedo polegar, resultado de um acidente no dia anterior.
DIVULGAÇÃO

Rafal Sonik (Yamaha)

O brasileiro André Suguita (Can Am), que participa pela primeira vez desta competição, até o fechamento da matéria não havia completado o trecho.

Classificação da 2ª etapa Motos (extraoficial):

1 - Joan Barreda (Honda CRF 450 Rally): 05:46:06
2 - Paulo Gonçalves (Honda CRF 450 Rally): + 00:06:13
3 - Ruben Faria (KTM 450 Rally): + 00:09:16
4 - Jordi Viladoms (KTM 450 Rally): + 00:09:20
5 - Toby Price (KTM 450 Rally Replica): + 00:11:25

30 - Jean Azevedo (Honda CRF 450 Rally): + 00:51:45

Classificação acumulada após duas etapas - Motos (extraoficial):

1 - Joan Barreda (Honda CRF 450 Rally): 07:06:44
2 - Paulo Gonçalves (Honda CRF 450 Rally): + 00:04:37
3 - Ruben Faria (KTM 450 Rally): + 00:10:37
4 - Jordi Viladoms (KTM 450 Rally): + 00:11:24
5 - Toby Price (KTM 450 Rally Replica): + 00:11:32

28 - Jean Azevedo (Honda CRF 450 Rally): + 00:56:40

Nesta terça-feira (06/01), será disputada a 3ª etapa. Antes de entrar no Chile, o Dakar faz mais uma etapa na Argentina. Apesar de curta, a especial de 220 km não aliviará em nada a vida dos pilotos. Partindo de San Juan, o destino será Chilecito, após 437 km de deslocamento, totalizando 657 km percorridos.

Fonte\ ESPN
Colaboração especial do piloto e engenheiro Klever Kolberg.